Marília Mendonça deixou quase cem músicas inéditas para serem gravadas

Segundo um levantamento feito pelo G1, a cantora Marília Mendonça, que faleceu no último dia 5 em um acidente de avião, deixou 98 canções – que nem chegaram a um estúdio – registradas no Escritório Central de Arrecadação e Distribuição – Ecad.

O portal informou ainda que as canções foram escritas entre 2012 e 2016, época em que a loira trabalhava apenas como compositora. A Workshow, empresa responsável por cuidar da carreira da Rainha da Sofrência, ainda está catalogando o material deixado pela artista.

Deixe um comentário