Médico que perdeu a mãe para Covid-19 recebe alta após 31 dias internado com a mesma doença em MT


Zenildo Sampaio Pacheco foi para casa para o tratamento domiciliar com auxílio de um home care. Parentes e amigos esperaram pelo médico no corredor do hospital para comemorar a saída
Prefeitura de Nossa Senhora do Livramento/Divulgação
O médico e ex-prefeito de Nossa Senhora, Zenildo Sampaio Pacheco, recebeu alta na manhã desta quarta-feira (12), após 31 dias de tratamento contra a Covid-19. Ele estava internado desde o dia 11 de julho, sendo 17 dias em um hospital de Várzea Grande, e os demais em Cuiabá.
No dia 15 deste mês, Zenildo perdeu a mãe, Alfredina Alexandrina Pacheco, aos 85 anos. Ela faleceu depois de contrair o novo coronavírus.
O médico foi para casa para o tratamento domiciliar com auxílio de um home care. Parentes e amigos esperaram pelo médico no corredor do hospital para comemorar a saída.
De acordo com o médico ginecologista e obstetra Salvino Ribeiro, já consegue se alimentar por via oral, mas também continuará sendo alimentado por sonda para recuperar peso mais rápido.
A internação
No dia 11 de julho, Zenildo foi internado às pressas no Hospital Santa Rita, em Várzea Grande, com dificuldades para respirar por conta do coronavírus.
No dia 26, apresentou piora na saúde e foi entubado. Na ocasião, o médico apresentou pele cianótica. Após a cianose, ainda teve agravamento de batimentos cardíacos e foi entubado imediatamente.
A prefeitura informou que uma ecografia na época apontou Tromboembolismo Pulmonar (TEP) no paciente. Dois dias depois, 28 de julho, Zenildo foi transferido para Cuiabá.
A reação de Zenildo, segundo a prefeitura, teve início na sexta-feira (31), com boa evolução e melhoras dos exames laboratoriais e dos reflexos neurológicos.
Nesse dia Zenildo abriu os olhos e começou a responder a comandos. Depois recuperou a função hepática e aos poucos foi saindo da hemodiálise.