‘Não devemos criar a impressão de que há problema com nossa cadeia alimentar’, diz OMS sobre possível contaminação em pacote de frango brasileiro


Entidade lembrou nesta quinta que não há evidência de transmissão do coronavírus por meio dos alimentos e embalagens de alimentos. Frangos para exportação em um frigorífico em Santa Catarina.
Reprodução
Organização Mundial da Saúde (OMS) comentou nesta quinta-feira (13) o caso de possível contaminação por coronavírus em pacote de frango exportado do Brasil à China.
“O que entendemos é que a China está testando as embalagens, estão procurando o coronavírus nas embalagens”, comentou a líder técnica da OMS, Maria van Kerkhove.
“Sabemos que o vírus pode ficar nas superfícies por um tempo, mas ele é inativado se lavamos a mão depois de tocarmos a superfície contaminada”, esclareceu Kerkhove.
Para o diretor de emergências da OMS, Michael Ryan, a notícia de possível contaminação do pacote de frango importado pelo Brasil não deve causar pânico. “Não devemos criar a impressão de que há problema com nossa cadeia alimentar”, disse.
“As pessoas já estão assustadas o suficiente. É importante que rastreemos esses achados, mas é importante que as pessoas sigam suas vidas”, afirmou Ryan.
A prefeitura de Shenzhen, cidade da China próxima de Hong Kong, anunciou nesta quinta-feira (13) que detectou o novo coronavírus em um controle de rotina de frango importado do Brasil, o maior produtor mundial.
Em maio, a OMS publicou um documento explicando que não há evidência científica que as pessoas possam se contaminar com a Covid-19 por meio de alimentos ou embalagens de alimentos, já que a contaminação não é oral.
“Covid-19 é uma doença respiratória e a via de transmissão é através do contato pessoa a pessoa e pelo contato direto com gotículas respiratórias geradas quando uma pessoa infectada tosse ou espirra”, esclarece um publicação da OMS.
Cozinhar os alimentos
A líder técnica da entidade complementa que não evidências científicas sobre contaminação do coronavírus por meio da alimentação. “Não temos nenhuma evidência de contaminação por meio dos alimentos”, diz.
Mesmo assim, Kerkhove explica que “o vírus pode ser morto cozinhado o alimento.”
“Há outros motivos pelos quais devemos cozinhar nossas comidas, não somente pelo coronavírus, há outros vírus”, concorda Ryan.
Imprensa chinesa diz ter encontrado traços do coronavírus em frango importado do Brasil
Initial plugin text